Ligue: (62) 98104-7470 | WhatsApp: (62) 3208-6915 [email protected]

Esta história começou há cerca de 36 anos, quando um pesquisador da Embrapa, o senhor Ítalo Cláudio Falesi, trouxe a espécie ao Brasil e plantou as primeiras 5 mudas em nossas terras.

Alguns anos mais tarde, Hiroshi Okajima, proprietário rural, iniciou o primeiro plantio comercial por aqui e despertou o interesse de outros produtores.

A pesquisa e desenvolvimento do mogno africano tiveram constante estímulo de Norton Amador Costa, ex-pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental. Norton também é produtor de mogno africano há 14 anos.

Juntos fizeram história com Mogno Africano no Brasil. Eles possibilitaram que uma madeira tão nobre pudesse se desenvolver aqui beneficiando tanto produtores quanto o mercado mundial de madeira.

Durante o II Workshop Brasileiro de Mogno Africano eles foram homenageados pela Mudas Nobres e apresentados aos participantes.

okajima

 

norton-costa